BLOG

Experiências de viagem: inspiração “fora do comum”

Quem me acompanha lá pelo instagram (@ultimasdacarol) viu que eu passei os últimos dias de férias e como muita gente me perguntou como foi a viagem, resolvi compartilhar por aqui um dos espaços que mais mexeu comigo.

 

Fora do comum

 

Eu que gosto tanto de falar de decoração com significado, decidi, antes de viajar, que essas férias também deveriam me trazer um beneficio maior do que só ver um monte de coisas e lugares lindos, tirar fotos e voltar pra casa com algumas histórias pra contar.

 

Eu ando muito interessada em investir meu tempo em coisas que realmente fazem sentido pra minha vida e pro que eu acredito. E com isso em mente resolvi pesquisar alguns lugares “fora do comum”, que fizessem meus olhos brilharem e meu coração bater mais forte.

 

Um oásis no coração de Berlim

 

Sair em busca de lugares fora dos roteiros tradicionais não é uma das tarefas mais fáceis e as chances de decepção podem ser bem grandes, mas eu resolvi arriscar. Durante esse meu período de férias, eu conheci um sem número de lugares muito interessantes seguindo essa filosofia, mas esse que eu escolhi apresentar aqui, sem dúvida foi o que de fato mais me inspirou.

 

Se trata de uma espécie de “jardim coletivo” situado no coração de Berlim e a minha experiência ao entrar nesse lugar foi um tanto inusitada. Mesmo depois de visitar tantos lugares inspiradores e cheios de referências visuais, entrar nesse jardim me causou uma sensação diferente. Pra mim, sair de dentro de uma estação de metrô barulhenta e lotada, cruzar um simples portão e encontrar uma “mini floresta” habitada, foi como encontrar um oásis no meio da cidade.

 

carol-dias-berlim-1

 

O fato é que se você passar pelo lugar com pressa, certamente não vai conseguir perceber seus encantos. Mas, se dedicar um pouquinho de tempo e atenção para olhar de perto como tudo acontece por lá, certamente vai achar que todas aquelas peças recicladas e supostamente sem muito apelo visual se unem lindamente para formar um dos lugares mais curiosos e interessantes que eu já visitei.

 

A experiência

 

Numa cidade tão cosmopolita e diversificada como Berlim, onde todo mundo parece estar correndo o tempo todo, é quase impossível imaginar que você vai encontrar uma horta orgânica, feita de forma colaborativa pela comunidade local no meio da cidade (afinal, quem tem tempo e espaço pra isso nos dias de hoje né não?)

 

carol-dias-berlim-2

Olha que incrível a vista de uma das hortas <3

 

 

Ok! Só uma horta orgânica parecia ser pouco pra eles, então você poderá encontrar por lá um restaurante vegetariano com comida feita com o que é produzido na horta, um bar que vende a cerveja produzida por eles, espaço de massagem, espaço de convivência e uma área para trocas e doação de livros e roupas. Aliás, a imagem de um senhor que parou para encontrar um casaco pra se aquecer do frio que fazia naquele dia foi umas das imagens que mais me encantou.

 

carol-dias-berlim-5

 

Ah, e pasmem, também é possível encontrar um banheiro impecavelmente limpo. Coisa rara nos dias de hoje por aqui. Para usá-lo, basta seguir a “regra” de ajudá-los a manter o local limpo. E ajudar, nesse caso, não significa dar dinheiro, só bom senso mesmo 🙂

 

carol-dias-berlim-4

 

Achei a vibe do lugar muito legal! Achei muito interessante ver um monte de gente ali, reunida num espaço coletivo mantido com o trabalho e esforço de pessoas que (muito provavelmente) estão ali mais por acreditar numa causa do que por dinheiro. E nesse lugar… sem pagar para entrar, sem ser avaliado (e julgado) quanto ao seu estilo de vestir ou pensar, você pode aproveitar uma área verde incrível bem no meio da cidade. Um sonho pra mim que, atualmente, vivo num lugar super barulhento, violento e populoso e estou sempre em busca de refúgio e tranquilidade para me refazer diante do caos diário.

 

Ok! Você deve estar pensando que existem centenas de áreas verdes espalhadas pelas cidades do Brasil e eu concordo, mas em nenhuma das que eu já visitei é possível encontrar uma proposta parecida com essa. E talvez esteja exatamente ai o meu encantamento.

 

Nenhuma foto que eu tirei representa a energia especial que eu encontrei por lá e muito menos representa uma referência de decoração dessas lindas que a gente vê nas revistas e no Pinterest. Mas uma coisa é certa: ter o prazer de ir até lá me fez pensar com mais convicção que é possível resignificar nossos espaços (coletivos ou não) dedicando um bocado de boa vontade e cuidado. Olhar pra dentro de nós mesmos e perceber o que de fato tem importância na vida que a gente leva/ quer viver, muitas vezes, pode fazer mais sentido do que observar as interferências externas que estão o tempo todo nos estimulando a ter mais e mais coisas pra sermos “felizes”.

 

Pra mim, esse espaço representou não só um refúgio físico que eu gostaria muito de poder desfrutar por aqui, mas uma forma de enxergar melhor o outro e poder exercitar um pouco de empatia pra entender o quanto deve ser trabalhoso manter um espaço como aquele. E mais, o quanto deve ser prazeroso ver um monte de gente lotando o jardim não só pra usufruir o que ele tem de melhor, mas pra doar um pouco de si também.

 

De fato, os berlinenses parecem curtir muito os lugares feitos por eles e pra eles (com muito mais significado do que luxo). Resignificar e reconstruir espaços parece ser uma das principais características deles e  passar alguns dias bebendo água dessa fonte me fez querer ainda mais viver e entregar mais significado pras pessoas que cruzam o meu caminho.

 

Então bora viver um pouco mais de experiências próprias e menos de experiências vendidas?

 

Se vc quiser saber um pouco mais sobre esse lugar é só digitar: “prinzessinnengarten” na pesquisa de imagens do google. O nome é estranho assim mesmo, mas o jardim é encantador 🙂

 

Espero que gostem dessa inspiração “fora do comum”! Um abraço!

 

Carol Dias

Um Comentário

Silvia. Dias

Incrível mesmo está sua experiência …. Vc é assim mesmo , diferente e cheia de surpresas … Quero ir lá !
Vale muito viver estas coisas .. Parabéns. Linda????????????

Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *